terça-feira, 23 de agosto de 2011

Orações para Firmeza e Constância


Glorificado seja Teu Nome, ó Senhor meu Deus! Suplico-te – por Teu poder que envolveu todas as coisas criadas, Tua soberania que transcendeu a criação inteira, Teu Verbo que estava oculto em Tua sabedoria e através do qual criaste Teu céu e Tua terra – ajuda-nos a sermos constantes em nosso amor por Ti e em nossa obediência à Tua Vontade, e também a fitarmos a Tua Face e celebrarmos Tua glória. Que tenhamos o poder então, ó meu Deus, de difundir Teus sinais entre Tuas criaturas e proteger Tua Fé em Teu domínio. Desde sempre existes, acima da menção de qualquer de Tuas criaturas, e o que tens sido, continuarás a ser para todo o sempre.
Depus em Ti minha inteira confiança e a Ti voltei minha face; à corda do Teu amoroso cuidado tenho-me seguro, apressando-me à -sombra da Tua misericórdia. Não me expulses, frustrado, de Tua porta,- ó meu Deus, nem me negues Tua graça, pois só a Ti eu busco. Nenhum outro Deus há senão Tu, a Eterna Clemência, o Mais Generoso.
Louvor a Ti, ó Tu que és o Bem-Amado dos que Te conheceram!
Bahá’u’lláh
Ó Tu, de Quem desejo aproximar-me, Cuja presença espero atingir e Cuja lembrança é o que almejo! Tua corte de glória é meu alvo, e Tua morada o que aspiro alcançar. Teu Nome é minha cura, Teu amor irradia em meu coração, servir-Te é meu mais elevado ideal! Imploro-Te, por Teu Nome – através do qual concedeste, aos que Te reconheceram, o poder de se elevarem às mais sublimes alturas do conhecimento de Ti e tornaste possível, aos que Te adoram devotamente, ascenderem ao recinto da corte dos Teus santos favores – ajuda-me a volver minha face para Tua Face, pousar meus olhos em Ti e falar de Tua glória.
Sou aquele, ó meu Senhor, que de tudo se esqueceu, salvo de Ti, que se volveu para o alvorecer da Tua graça e abandonou a todos, menos a Ti, na esperança de se aproximar de Tua corte. Eis-me, pois, com meus olhos erguidos para o Trono que brilha com os esplendores da luz do Teu Semblante. Faze descer sobre mim, então, ó meu Bem-Amado, o que me torne capaz de ser constante em Tua Causa, de modo que as dúvidas dos infiéis não me impeçam de a Ti volver-me.
Tu, em verdade, és o Deus de Poder, o Amparo no Perigo, o Todo-Glorioso, o Onipotente. Bahá’u’lláh
Glorificado és Tu, ó Senhor meu Deus! Suplico-Te, por Aquele que é Teu Nome Supremo, que foi severamente afligido por aquelas criaturas Tuas que repudiaram Tua verdade – Aquele que foi assediado por tristezas que língua alguma pode descrever – permite que eu Te recorde e celebre Teu louvor, nesses dias em que todos se afastaram de Tua beleza, duvidaram de Ti e, com desdém, voltaram as costas Àquele que é o Revelador de Tua Causa. Não existe quem Te ajude, ó meu Senhor, a não ser Tu Mesmo, nem poder algum que venha em Teu socorro, salvo o Teu próprio.
Imploro-Te que me faças aderir firmemente à Tua lembrança e ao Teu amor. Isto se encontra, realmente, dentro de meu alcance, e és Tu Quem conheces tudo o que está em mim. Em verdade, és o -Conhecedor, O de tudo informado. Não me prives, ó meu Senhor, dos esplendores da luz do Teu Semblante, cujo brilho iluminou o mundo inteiro. Nenhum outro Deus há, senão Tu, o Mais Poderoso,- a Suprema Glória, O que sempre perdoa. Bahá’u’lláh
Consente, ó meu Deus, que eu me aproxime de Ti e viva no recinto da Tua corte, pois minha separação quase me consumiu. Faze-me repousar à sombra das asas da Tua graça, porque a chama do meu afastamento de Ti dissolveu meu coração. Que me acerques mais do rio que é a verdadeira vida, pois minh’alma arde de sede em sua incessante busca de Ti. Meus suspiros proclamam a amargura da minha angústia, ó meu Deus; minhas lágrimas atestam o meu amor por Ti.
Suplico-Te, pelo louvor com que louvas a Ti mesmo e pela glória com a qual glorificas Tua própria Essência, que sejamos contados entre aqueles que Te reconheceram e que confessaram Tua soberania em Teus dias. Ajuda-nos a sorvermos, então, ó meu Deus, as águas vivas da Tua benevolência, que manam dos dedos da misericórdia, para que nos possamos esquecer de tudo menos de Ti e nos ocupar somente com Teu próprio Ser. Poderoso és para fazer o que desejas. Nenhum outro Deus há salvo Tu, o Grande, o Amparo no Perigo, O que subsiste por Si Próprio.
Glorificado seja Teu Nome, ó Tu que és o Rei de todos os Reis! Bahá’u’lláh
Louvado sejas, ó Senhor meu Deus! Imploro-Te – pelos Teus sinais que envolveram a criação inteira, pela luz do Teu Semblante, que se irradiou sobre todos no céu e na terra, por Tua misericórdia, a qual transcendeu todas as coisas criadas, e Tua graça que se difundiu por todo o universo – rompe os véus que me excluem de Ti para que eu me apresse à Fonte da Tua Poderosa inspiração e à aurora da Tua Revelação e das Tuas copiosas dádivas, e me possa imergir no oceano da Tua aprovação e da Tua proximidade.
Não permitas que eu seja impedido de conhecer-Te em Teus dias, ó meu Senhor, nem me tires as vestes da Tua guia. Deixa-me sorver do rio que é a verdadeira vida, as águas do qual manaram do Paraíso (Ridván), onde se estabeleceu o trono do Teu Nome, o Todo-Misericordioso, a fim de que meus olhos se abram, minha face se ilumine, meu coração se torne tranqüilo, minha alma, -esclarecida, e que meus passos se façam firmes.
És Aquele que, desde toda a eternidade, pela força do Seu poder, foi supremo sobre todas as coisas e, pela operação da Sua Vontade, pôde tudo ordenar. Nada, em absoluto, seja em Teu céu ou sobre Tua terra, pode frustrar Teu desígnio. Tem compaixão de mim, pois, ó meu Senhor, através de Teu amoroso cuidado e generosidade, e inclina meus ouvidos às doces melodias das aves que Te chilreiam seus louvores, entre os ramos da árvore da Tua Unidade.
És o Grande Dispensador de Dádivas, O que sempre perdoa, o Mais Compassivo. Bahá’u’lláh
Louvado sejas Tu, ó Senhor meu Deus! Sou Teu servo e filho de Teu servo. Volvi a face para Tua Causa, acreditando que és Uno, admitindo Tua Unidade, reconhecendo Tua soberania, Teu poder supremo, e confessando a grandeza de Tua majestade e glória. Peço-Te, por Teu Nome, através do qual os céus se fenderam, a terra se partiu e as montanhas foram esmagadas, que não me negues os sopros de Tua misericórdia emitidos em Teus dias, nem permitas que eu me afaste dos recintos de Tua Presença- e Tua generosidade.
Sou aquele que tem sede ardente, ó meu Senhor! Deixa-me sorver das águas vivas da Tua graça. Sou apenas uma pobre cria-tura: revela-me os sinais da Tua riqueza. Será que possas expulsar da porta de Tua graça e bondade aqueles que em Ti depositaram as esperanças, ou poderá convir à Tua soberania permitir que alguém que por Ti anseia seja impedido de se aproximar do -adorado santuário da Tua presença e de contemplar Tua face? Por Tua glória! Não é isso que creio, pois estou convencido de que és o Deus de bondade, Cuja graça envolveu todas as coisas.
Imploro-Te, ó meu Senhor, por Tua misericórdia, que ultrapassou a criação inteira, e por Tua generosidade, que abrangeu todas as coisas criadas, que me faças volver completamente para Ti, procurar Teu amparo e ser constante em meu amor por Ti. Destina-me, pois, o que ordenaste àqueles que Te amam. Poderoso és para fazer o que Te apraz. Nenhum Deus há senão Tu, a Eterna Clemência, a Suprema Bondade.
Louvado seja Deus, a Senhor dos mundos! Bahá’u’lláh
Louvado sejas, ó Senhor meu Deus! Dou testemunho de que Tu, desde toda a eternidade, estás elevado em Tua transcendente majestade e grandeza e por toda a eternidade permanecerás em Teu supremo poder e glória. Nos reinos da terra como do céu não há quem possa frustrar Teu desígnio; nem existe, em todos os domínios da revelação e da criação, quem possa prevalecer contra Ti. Segundo Tua Vontade, realizas o que desejas e, através do poder da Tua soberania, reges como Te apraz.
Imploro-Te, ó Tu que causas o alvorecer – por Tua lâmpada, a qual acendeste com o fogo do Teu amor, diante de todos no céu e na terra, e cuja chama alimentas com o óleo da Tua sabedoria, no reino da Tua criação – torna-me um dos que voaram em Tua proximidade e que a Teu decreto submeteram sua vontade.
Sou a mais desprezível criatura, ó meu Senhor, e Tu és o Mais Poderoso, o Onipotente. Tem compaixão de mim, por Tua graça e plena misericórdia, e benignamente ajuda-me a servir a Ti e àqueles que Tu amas. Poderoso és para fazer o que desejas. Nenhum Deus há senão Tu, o Deus de poder, de glória e de sabedoria. Bahá’u’lláh
Louvado sejas, ó Senhor meu Deus! Imploro-Te por Tua Antiga Beleza e Teu Nome Supremo, a Quem sacrificaste a fim de que todos os habitantes da Tua terra e do Teu céu nascessem de novo e lançaste na prisão para que o gênero humano, em sinal de Tua generosidade e Teu soberano poder, fosse liberto das cadeias das más paixões e dos desejos corruptos – inclue-me no número dos que tanto inalaram da fragrância da Tua misericórdia e tão velozmente se apressaram às águas vivas da Tua graça, que nenhum dardo os pôde impedir de a Ti se volverem, nem espada, de se dirigirem ao oriente da Tua Revelação.
Damos testemunho, ó meu Senhor, de que Tu és Deus e não há outro senão Tu. Desde sempre estás entronizado nas inatingíveis alturas de Teu poder e continuarás a exercer, por todo o sempre, Teu domínio transcendente e irrestrito. Às hostes do mundo falta o poder de frustrar Tua Vontade, nem poderiam todos os habitantes da terra e do céu anular Teu decreto. Em verdade, Tu és o Onipotente, o Excelso, o Supremo... Bahá’u’lláh
Ó Tu, Senhor do visível e do invisível, e Luz de toda a criação! Suplico-Te, por Tua soberania, velada dos olhos dos homens, que reveles em toda parte os sinais de Tuas múltiplas bênçãos e de Tua benevolência, para que eu me possa levantar com regozijo e êxtase, elogiando Tuas maravilhosas virtudes, ó Tu, o Mais Misericordioso, e comovendo, em Teu Nome, todas as coisas criadas a tal ponto acendendo o fogo da Tua glorificação entre as Tuas criaturas que o mundo inteiro se torne pleno da esplendorosa luz da Tua glória e toda a existência incandesça com o ardor da Tua Causa.
Não desfaças, ó meu Senhor, o que foi estendido em Teu Nome, nem extingas a lâmpada que Teu próprio fogo acendeu. Não impeças de jorrar, ó meu Senhor, a água que é a verdadeira vida – a água de cujos murmúrios se fazem ouvir as melodias maravilhosas que Te louvam e glorificam. Não negues a Teus servos, suplico-Te ainda, a doce fragrância do sopro que emanou de Teu amor.
Ó Tu que és meu Bem-Amado, o Todo-Glorioso! Vês as ondas irrequietas que surgem dentro do oceano do meu coração, em meu amor e meu anseio por Ti.
Pelos sinais da Tua majestade e pelas evidências da Tua soberania, peço-Te que domines Teus servos por esse Nome que fizeste o Rei de todos os nomes no reino da Tua criação. Potente és para reger como Te apraz. Outro Deus não há senão Tu, o Todo-Glo-rioso, a Suprema Bondade.
Ordena, ainda mais, a cada um que para Ti se haja voltado aquilo que o faça firme em Tua Causa, de tal modo que nem as vãs imaginações dos infiéis dentre Tuas criaturas, nem as palavras fúteis dos refratários dentre Teus servos terão o poder de excluí-lo de Ti. Em verdade, Tu és o Amparo no Perigo, o Onipotente, o Mais Poderoso. Bahá’u’lláh
Louvor a Ti, ó Senhor meu Deus! Eu Te imploro por Teu Nome, o qual fez surgirem dentro de cada gota os oceanos de Tua bondade e clemência e brilharem dentro de cada átomo os luminares de Tuas generosas bênçãos e graças, que embelezes toda alma com o adorno do Teu amor, a fim de que em Tua terra não reste quem a Ti não se tenha volvido, ou quem haja deixado de se desprender de tudo, salvo de Ti.
Tu, em verdade, ó meu Deus, permitiste que o Manifestante de Ti próprio fosse afligido com toda forma de adversidade, a fim de que Teus servos pudessem ascender ao pináculo dos Teus -gratos favores e atingir aquilo que Tu, através de Tua bondade e benévola- misericórdia, lhes ordenaste nas Epístolas do Teu irrevogável decreto. A glória do Teu poder me dá testemunho! Fossem eles a todo momento de suas vidas oferecer-se em holocausto em Teu caminho, pouco ainda teriam feito em comparação com as múltiplas graças que lhes foram por Ti concedidas.
Permite, pois, eu Te suplico, que seus corações se inclinem em Tua direção e suas faces se volvam para aquilo que Te aprou-ver. Poderoso és para fazer o que desejas. Nenhum outro Deus há senão Tu, o Inatingível, o Todo-Glorioso, a Eterna Clemência.
Digna-Te, pois, ó meu Deus, de aceitar de Teu servo o que ele mostrou em seu amor a Ti. Fortalece-o, então, para que ele possa aderir à Tua mais sublime Palavra, celebrar com fluência Teu louvor e associar-se àqueles de Teu povo que estão próximos de Ti. És aquele em Cujas mãos está o império de todas as coisas. Não há outro Deus, senão Tu, o Onipotente, o Amparo no Perigo, o Todo-Glorioso, o Absoluto. Bahá’u’lláh
Louvado sejas Tu, ó Senhor meu Deus! És Aquele Cuja excelsa glória enalteceu os que são fontes de autoridade e honra, Cuja potente grandeza fortaleceu aqueles que são os mananciais de energia e poder, Cuja vontade predominante elevou os Expoentes da Tua Causa acima de todos os que estão no céu e na terra, e Cuja Pena, com suas efusões vivificadoras, animou as almas dos que habitam no reino da criação.
Sou aquele, ó meu Senhor, que volveu a Ti sua face, inteiramente por amor a Ti e, reconhecendo Teu poder e Tua soberania, dirigiu seus passos a Teu bem-amado Santuário, à Tua Corte adorada e santa. Neste estado, alcancei a cidade1 onde, na plena glória dos Teus Nomes, Tu Te revelaste a todas as coisas criadas. Nela, comunguei com Teus bem-amados e, da Casa dentro de seus muros, inalei os sopros da Tua santidade e percebi as fragrâncias da Tua associação.
Não me excluas de Tua Presença, ó meu Senhor, nem me expulses do recinto de Teu amor e Tua aprovação. Pois o pobre não encontrará refúgio, a menos que recorra ao portal da Tua riqueza, e o exilado nenhuma paz atingirá a não ser que seja admitido à Corte do Teu favor.
Magnificado seja Teu Nome, ó meu Senhor, pois Tu me permitiste reconhecer o Manifestante de Ti próprio e certificar-me da verdade dos versículos que sobre Ti desceram. Dá-me o poder, eu Te imploro, de aderir firmemente a tudo o que me tenhas ordenado observar. Ajuda-me a guardar as pérolas do Teu amor, as quais, segundo Teu decreto, entesouraste dentro do meu coração. Faze descer, ainda mais, meu Deus, a todo momento de minha vida, o que me possa proteger de qualquer um, menos de Ti, e o que torne firmes os meus passos em Tua Causa.
Tu és, em verdade, o Deus de glória, o Deus de poder, o Deus de conhecimento e de sabedoria. Nenhum Deus há senão Tu, o Grande Doador, o Generosíssimo, o Onipotente, a Eterna Clemência. Bahá’u’lláh
Magnificado seja Teu Nome, ó meu Deus! Testifico que, se Teus servos se volvessem a Ti com os olhos que neles criaste e os ouvidos dos quais os dotaste, todos seriam extasiados por uma só palavra oriunda da mão direita do trono da Tua majestade. Bastaria essa simples palavra para iluminar suas faces, tornar tranqüilos seus corações e elevar suas almas ao recinto da Tua grande glória e ao céu da Tua soberania.
Suplico-Te, ó Tu que és o Senhor de todos os nomes e reges tanto a terra como o céu, torna cada um dos que Tu amas uma taça de Tua misericórdia em Teus dias, para que possam vivificar os corações de Teus servos.
Que sejam, também, ó meu Deus, como a chuva que emana das nuvens da Tua graça e como os ventos que difundem as fragrâncias primaverís da Tua benevolência, para que assim o solo dos corações de Tuas criaturas se vista de verdor e produza as coisas que possam emitir suas fragrâncias sobre todo o Teu domínio, podendo todos, pois, perceber o suave aroma das vestes da Tua Revelação. Potente és para fazer o que desejas.
O poder da Tua grandeza me dá testemunho! Quem tiver sorvido da taça que a mão da Tua mercê ofereceu haverá de se desprender de tudo, salvo de Ti, e poderá com uma palavra de seus lábios extasiar as almas dos Teus servos adormecidos no leito do esquecimento e da negligência, fazendo-os volverem suas faces para o Teu Mais Grandioso Sinal, de Ti nada buscarem senão a Ti Mesmo e Te pedirem somente o que Tu lhes determinaste com a pena do Teu juízo e prescreveste na Epístola do Teu decreto.
Por Teu Nome Supremo, ó meu Deus, faze então descer sobre Teus bem-amados o que os aproxime de Ti, cada vez mais, e sob todas as condições. Tu, em verdade, és o Onipotente, o Todo-Glorioso, Cujo amparo é implorado por todos os homens. Bahá’u’lláh
Ó Senhor! A Ti recorro para refúgio e a todos os Teus sinais dirijo meu coração.
Ó Senhor! Esteja eu viajando ou em casa, quer esteja ocupado em meu trabalho ou em qualquer atividade, em Ti deposito minha inteira confiança.
Concede-me, então, Teu auxílio suficiente de modo que me tornes independente de todas as coisas, ó Tu que és inexcedível em Tua misericórdia!
Confere-me meu quinhão, ó Senhor, como Te aprouver, e faze que me contente com qualquer coisa que Tu me tenhas ordenado.
Tua é a autoridade absoluta do comando. O Báb
Ó Senhor, meu Deus! Ajuda aqueles que te amam a permanecerem firmes em Tua Fé, a prosseguirem em Teus caminhos e serem constantes em Tua Causa. Dispensa-lhes Tua graça, para que resistam às investidas do ego e da paixão e se guiem pela Luz Divina. Tu és o Poderoso, o Benévolo, O que Subsiste por Si Próprio, o Magnânimo, o Compassivo, o Onipotente, a Suprema Bondade. ‘Abdu’l-Bahá
Faze firmes nossos passos em Teu caminho, ó Senhor, e fortalece nossos corações em obediência a Ti. Que nossas faces se volvam para a beleza da Tua Unidade e o íntimo de nossas almas se alegre com os sinais de Tua Unicidade Divina. Com as vestes da Tua bondade, adorna nossos corpos; remove de nossos olhos o véu do pecado e dá-nos o cálice da Tua graça, para que a essência de todos os seres cante louvores a Ti, ante a visão da Tua grandeza. Revela-nos, então, ó Senhor, Teu Próprio Ser, através de Tuas Palavras misericordiosas e pelo mistério da Tua Essência Divina, para que o santo êxtase da prece nos possa inundar a alma – prece esta que se há de elevar acima das palavras e letras, transcendendo o murmúrio das sílabas e dos sons – a fim de que todas as coisas se fundam no nada ante a revelação da Tua glória.
Senhor! Estes são servos que permaneceram constantes e firmes em Teu Convênio e Teu Testamento, segurando-se à corda da fidelidade em Tua Causa e apegando-se à orla das vestes da Tua grandeza. Ajuda-os, ó Senhor, com Tua graça; confirma-os através de Teu poder e fortalece-os em obediência a Ti.
Tu és o Clemente, o Misericordioso. ‘Abdu’l-Bahá
Ó Deus compassivo! Agradeço-Te por me haveres despertado- e tornado consciente. Deste-me olhos que vêem e me favoreceste com ouvidos que ouvem. Tu me conduziste a Teu Reino e me guiaste a Teu Caminho. Fizeste-me ver o rumo certo e entrar na Arca da Salvação. Ó Deus! Concede-me firmeza e torna-me constante e vigoroso. Protege-me de provações violentas e abriga-me na Fortaleza inexpugnável de Teu Convênio e Teu Testamento. És o Poderoso! És quem vê! És Quem ouve! Ó Tu, o Deus compassivo! Dota-me de um coração que, semelhante a um espelho, se ilumine com a luz do Teu amor e concede-me um pensamento que possa transformar este mundo num jardim de rosas, através da Graça Espiritual.
Tu és o Compassivo, o Clemente. És o Deus de grande misericórdia. ‘Abdu’l-Bahá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário